Heroínas

R$35,00

Estes dezesseis contos, de extensão desigual foram redigidos entre 1920 e 1924. Cada um deles se apega a uma grande figura feminina lendária oriunda da mitologia antiga. A intenção é clara, ela é irônica e subversiva ao se atacar à imagem da mulher como apresentada nos contos e mitos; uma tentativa de corrigir e reescrever biografias fabulosas, fazendo oposição às versões admitidas, conformes e banalizadas com outras versões inesperadas, rebeldes, cáusticas e irreverentes.

Claude Cahun (1894-1954), “heroína desconhecida”, poeta, narcisa, ensaísta, andrógina, contista, feminista indefinida, jornalista, humanista eventual, panfletária, amiga dos gatos, epistoleira, dândi, memorialista, simbolista, atriz, naturista, criadora de objetos, individualista, fotógrafa, surrealista, ativista política, idealista, esteta, resistente, mítica, peça única. Redescoberto no fim dos anos 80, seu trabalho não só expandiu nossa compreensão do Surrealismo mas também foi um marco e referência para futuras teoristas feministas em gênero e identidade política.

REF: AB-0033

Informação adicional

Autora

Claude Cahun

Editora

A Bolha Editora

Formato

Brochura

Páginas

148

Ano

2016

Língua

Português

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Heroínas”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


 

Pergunte alguma coisa